Alita: Anjo de Combate – MFC Resenha 11

 

Alita: Anjo de Combate

 

MFC Resenha

 


 

Alita: Anjo de Combate (2019) foi dirigido por Robert Rodriguez e produzido pelo renomado cineasta James Cameron. É protagonizado por Rosa Salazar, Christoph Waltz, Jennifer Connelly e Mahershala Ali.

 

Baseado no mangá GUNNM, criado por Yukito Kishiro em 1991 e que logo ficou conhecido como Battle Angel Alita, o novo filme é uma adaptação fiel da história original e da animação Battle Angel (1993), dirigido por Hiroshi Fukutomi.

 

Alita: Anjo de Combate conta a história de Alita (Rosa Salazar), uma androide com incríveis habilidades e que tenta relembrar seu passado antes de ser resgatada e restaurada pelo Dr. Ido (Christoph Waltz).

 

Mesmo que a produção do filme tenha começado em 2003, seu desenvolvimento foi continuamente adiado porque James Cameron estava focado em Avatar (2009) e suas sequências. Somente em 2016 foi anunciado que Robert Rodriguez iria dirigir o filme.

 

O resultado final é um ótimo exemplo do interesse e carinho investido neste projeto. A qualidade dos efeitos visuais de Alita: Anjo de Combate faz o espectador se sentir imerso no mundo futurista que a história traz. As cenas de ação são muito bem-feitas, mas o ponto forte do filme são os efeitos especiais usados na criação completamente digital do personagem Alita. Além disso, graças a interpretação de Rosa Salazar, a personagem parece natural e adequada, se comparado com outros personagens.

 

O roteiro apresenta certos pontos fracos, o que faz a história parecer um pouco incompleta. Da mesma forma, as participações de Jennifer Connelly e Mahershala Ali não contribuem muito para o enredo, já que interpretaram personagens que poderiam ter sido personificados por quaisquer outros atores.

 

O filme deixa um final em aberto, permitindo uma expansão da história em lançamentos futuros e já foram confirmados planos de produzir ao menos duas sequências, se a recepção do público e a bilheteria gerada por Alita: Anjo de Combate acabar alcançando as expectativas.