Cemitério Maldito – MFC Resenha 11

 

Cemitério Maldito

 

MFC Resenha

 


 

Um clássico do cinema retorna dos mortos em Cemitério Maldito (2019), o filme mais recente baseado no trabalho do rei do terror, o autor Stephen King.

 

Cemitério Maldito é dirigido por Kevin Kölsch e Dennis Widmyer e protagonizado por Jason Clarke, Amy Seimetz e John Lithgow. O filme nos conta a história da família Creeds, que se muda para uma casa solitária nos arredores de Maine, onde encontram um cemitério de animais envolto em mistérios.

 

Embora a disposição narrativa seja similar a primeira versão cinematográfica, dirigida por Mary Lambert em 1989, Cemitério Maldito não hesita em tomar várias liberdades criativas para contar sua própria versão. A primeira parte do filme exibe uma série de eventos que poderiam ter sido narrados de maneira mais estratégica, mas tudo melhora quando se libertam do básico set-up e aprofundam um pouco mais na psique dos personagens enquanto enfrentam eventos sobrenaturais tão característicos das histórias de King.

 

A performance é a melhor parte do filme; temos personagens em conflitos, enfrentando a própria dúvida e questionando suas crenças, criando assim uma dinâmica familiar nas versões cinematográficas distintas da proposta do livro.

 

Tal como sua antecessora, Cemitério Maldito falha categoricamente em captar a atmosfera e o terror geral do livro no qual está baseada, mas consegue ser um filme completo e uma proposta interessante dentro da nova onda de filmes baseados nas histórias de Stephen King, no qual contamos com títulos como It – A Coisa (2017) e A Torre Negra (2017) e It: Capítulo 2, que será lançado em setembro de 2019.