Sex Education – MFC Resenha

 

Sex Education

 

MFC Resenha

 


 

No início de 2019, a Netflix nos apresentou a sua nova série, Sex Education, que relata as dificuldades que os jovens vivenciam para encontrarem seu lugar no mundo, compreenderem quem são e, claro, sobre educação sexual.

 

A série nos apresenta a Otis, interpretado por Asa Butterfield de Ender’s Game: O Jogo do Exterminador (2013), um adolescente tímido cujo crescimento foi marcado pela carreira da sua mãe, uma terapeuta sexual interpretada por Gillian Anderson de Arquivo X (The X-Files, 1993-2018) e Hannibal (2013-2015), tornando-o um tanto desconfortável a respeito do seu próprio desenvolvimento social, mas com uma grande sabedoria sobre temas sexuais. Assim Otis, juntamente com seus amigos Eric (Ncuti Gatwa) e Maeve (Emma Mackey), assumirá a tarefa de escutar e guiar seus colegas através do árduo caminho dos relacionamentos (em troca de uma pequena quantia), enquanto aprende a lidar com as suas próprias inseguranças.

 

Em cada episódio da primeira temporada, um problema é apresentado ao mesmo tempo em que a grande diversidade de personagens bem estruturados colorem as classes e corredores da Escola Secundária Moordale, a qual é o cenário onde a história é desenvolvida e que, segundo a criadora da série, Laurie Nunn, trata-se de uma homenagem aos clássicos filmes adolescentes dos anos 80 como Clube dos Cinco (The Breakfast Club, 1985) e A Garota de Rosa-Shocking (Pretty in Pink, 1986).

 

Além de uma história sobre o desenvolvimento sexual dos jovens, Sex Education também relata o crescimento pessoal e, através do humor, propõe conversas consideradas normalmente incômodas. Em cada episódio, nos proporciona técnicas e estratégias para melhorar nossas próprias habilidades de comunicação, empatia e respeito, recursos que, sem importar a idade, todos nós poderíamos melhorar e implementar na nossa vida cotidiana.

 

Com uma primeira temporada tão bem-sucedida, a séria foi renovada para uma segunda temporada, conforme anunciado em fevereiro. Mal podemos esperar para continuar aprendendo com Sex Education.