Vingadores: Ultimato – MFC Resenha

 

Vingadores: Ultimato

 

MFC Resenha

 


 

As salas de cinema lotaram com a estreia de Vingadores: Ultimato (2019), cuja história encerra os 11 anos de filmes sobre os heróis da Marvel Comics, e que quebrou mais de 144 recordes de bilheteria.

 

A história épica do produtor Kevin Feige, presidente da Marvel Studios, foi concluída em Vingadores: Ultimato, nos deixando com 22 filmes interligados que começaram em 2008 e se desenvolveram até se tornarem em uma das franquias mais rentáveis da história.

 

Além da aparição de muitos outros atores dos filmes anteriores do UCM (Universo Cinematográfico da Marvel), Anthony e Joe Russo voltam pela quarta vez como diretores da sequência de Vingadores: Guerra Infinita (2018), no qual o vilão Thanos acabou com a metade dos seres-vivos do universo.

 

Em Vingadores: Ultimato, vemos como o grupo original dos Vingadores, composto pelo Capitão América (Chris Evans), Homem de Ferro (Robert Downey Jr.), Hulk (Mark Ruffalo), Viúva Negra (Scarlett Johansson) e Gavião Arqueiro (Jeremy Renner), se unem mais uma vez para lidar com os eventos infortúnios que presenciaram anteriormente.

 

Com uma duração de 3 horas, Vingadores: Ultimato assume a árdua tarefa de dar um fim a uma história contada ao longo de 11 anos de filmes e a grande diversidade de arcos e personagens que foram se desenvolvendo através deles. Com várias surpresas ao longo de uma primeira parte lenta, mas centrada, o filme cria todas as bases sobre as quais a história irá se desenvolver, deixando as seguintes duas horas livres para a ação e o humor que caracterizam o estilo da Marvel.

 

A equipe de roteiristas formada por Christopher Markus e Stephen McFeely, que escreveram os roteiros de Capitão América: O Primeiro Vingador (2011),  Capitão América 2: O Soldado Invernal (2013), Capitão América: Guerra Civil (2016) e Vingadores: Guerra Infinita (2018), conseguiu criar histórias que ficarão para sempre na nossa memória, e em Vingadores: Ultimato deram-lhe um final merecido. Este filme nos dá uma verdadeira sensação de encerramento, com uma conclusão profundamente satisfatória dos 21 filmes que o precederam, em um evento que será lembrado como um divisor de águas não só para todas as histórias da Marvel Studios, como também para a história do cinema.

 

Vingadores: Ultimato é, sem dúvidas, um dos fenômenos cinematográficos mais importantes da atualidade. Você não pode perder este filme.

 

Veja o que está por vir na Fase 4 da Marvel Studios aqui.